Listas de e-mail: quando a qualidade supera a quantidade

 Em Boas práticas, Email Marketing

Você já deve ter se deparado com anúncios de listas de e-mail que prometem entregar milhares de contatos ativos. A tentação de usá-las como pontapé inicial para a construção da sua base de dados ou apenas dar uma olhadinha para ver como funciona pode ser grande. Mas aqui vai um conselho atemporal: o que vem fácil vai fácil. 

O endereço de e-mail é uma das informações de contato mais preciosas que se pode obter para se relacionar com os clientes. Porém, essa conexão só existe se for edificada com base no respeito e na transparência. Ou seja, ter milhares de contatos de pessoas que, possivelmente, sequer conhecem a sua marca não gerará engajamento e muito menos conversão. 

O Relatório Global de Benchmark de E-mail constatou que, em todas as faixas etárias, 84% dos entrevistados checam seus e-mails pelo menos diariamente, com a maioria das pessoas verificando a caixa de entrada várias vezes ao longo do dia. É tão importante para a rotina das pessoas que 95% dos entrevistados das gerações Y e Z afirmam que o e-mail pessoal é essencial para suas vidas.

Embora a utilização das mídias sociais tenha crescido muito nos últimos anos, empresas que utilizam e-mail marketing para nutrir seus potenciais clientes geram 50% mais leads qualificados para a equipe de vendas a um custo 35% menor. Por sua vez, esses leads são responsáveis por um aumento de oportunidades de negócio de 20% mostram as estatísticas da Hubspot

Imagine os ganhos que sua marca teria chegado em um público tão atento e aberto a esse canal. A lista de e-mail é vital para o sucesso do seu negócio, mas precisa estar sempre atualizada e captando novos contatos. 

>> Se você tem dificuldade em construir ou aumentar a sua lista de e-mails, recomendamos que leia esse artigo também: Como captar mais e-mails para o seu e-commerce.

A maioria das pessoas acredita que os cadastros antigos interagem mais. Isso, na realidade, não se comprova, já que os contatos novos têm uma performance melhor por estarem mais dispostos a conhecer o que a marca tem a oferecer. Por isso, além de manter relacionamento com quem já foi fidelizado, é fundamental abastecer a base com novos e-mails.

Lucas Brum, especialista em e-mail marketing da Mailbiz, explica que, em média 2%, da base de e-mails torna-se inativa mensalmente. Por isso, um dos focos da ferramenta Mailbiz é justamente nesta parte de captação. Ela calcula uma estimativa de quantos contatos novos o lojista precisa captar todos os meses para que os resultados se mantenham positivos para o negócio.

Mas como captar novos contatos e construir uma lista de assinantes ativa e engajada? Vamos lhe contar nos próximos tópicos: 

Táticas para ampliar a sua lista de contatos (com qualidade)

Antes de enumerar as principais estratégias, vamos reforçar um ponto relevante: comprar ou alugar listas de e-mail marketing não é a melhor solução. Isso vale mesmo se a lista for de um segmento similar de atuação ao seu. 

Imagine que um colega seu tenha um e-commerce de produtos esportivos e, recentemente, precisou fechar a loja. Você, dono de uma marca de vestuário fitness, até vê afinidade entre os dois públicos e pensa em adquirir a lista de contatos, uma vez que a loja de equipamentos não existe mais.

O que parece uma boa ideia logo cai por terra por estar infringindo uma das principais regras da nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que deve entrar em vigor em agosto deste ano. O cliente da loja de materiais esportivos deu permissão para aquela empresa entrar em contato com ele, não a sua.

Apesar da semelhança, você não sabe como aquela lista foi construída. É comum ter, em listas prontas, uma quantidade considerável de e-mails inativos, falsos, inexistentes ou com erros de digitação. Ao mandar e-mails para essa base, você indica aos provedores que está enviando e-mails para uma lista comprada, levando a uma possível penalização.

Dito isso, aqui vão sete dicas de ouro para construir uma base de contatos sólida e de qualidade:

  • Cadastro de clientes

Ao captar novos cadastros, peça não só e-mails, mas também informações adicionais. Isso colabora na hora de segmentar sua base e ter uma comunicação mais certeira. Tenha cuidado para não criar formulários muito extensos, pois isso acaba afugentando os usuários. Peça as informações imprescindíveis e, depois, vá solicitando dados adicionais para complementar o cadastro. 

  • Newsletter 

São alguns detalhes que fazem toda a diferença. Posicionar melhor o formulário de newsletter, tirando ele de lá do fim da página, facilita para que seja mais visto e capte mais e-mails. Outra dica é separar a lista de cadastro da lista de assinantes da newsletter, afinal, são públicos distintos e que devem receber conteúdos alinhados com suas expectativas. 

  • Campanhas básicas para captar mais e-mails

Pop-up, barra fixa no topo e landing pages são algumas formas de chamar a atenção do seu cliente. Aproveite esse momento para ofertar algo especial para ele, seja um cupom de boas-vindas ou um material rico, como e-book ou whitepaper, sobre um tema relacionado com o seu negócio.

  • Desconto que converte 

Como falamos há pouco, o cupom faz os olhos do cliente brilharem e, claro, seu pop-up não ser tão ignorado. Essa estratégia funciona particularmente bem em negócios com alto nível de recompra, como lojas de cosméticos, cafés gourmet e suplementos alimentares.

  • Base que não depende apenas do cadastro de clientes 

Não espere o cliente chegar até você. Invista em tráfego para o seu e-commerce, seja com anúncios pagos em outras mídias digitais ou com técnicas de Search Engine Optimization (SEO). O foco dessas otimizações não é gerar cadastros automaticamente, mas ajudar o cliente a encontrar a sua loja. 

Muitos dos consumidores usam buscadores, como o Google, para procurar informações, e sem as técnicas de SEO, seu site dificilmente conseguirá uma boa colocação. Aposte em palavras-chave que são mais procuradas pelo público-alvo no seu segmento, além de detalhadas descrições dos produtos. Se está vendendo um edredom, por exemplo, inclua entre as keywords termos como “cobertor”, “colcha” e “cobre leito”. 

  • Leads Ads

Ampliando o tópico anterior, a solução Leads Ads é uma ferramenta excelente para captar e-mails do público interessado no seu negócio por meio do Facebook. Eles clicam em seu anúncio de cadastro, e o formulário aparece preenchido automaticamente com as informações de contato que eles forneceram ao Facebook. Pronto para ser enviado diretamente para você. 

Dessa forma, as pessoas podem receber as informações que desejam sobre sua marca (como demonstrações, assinaturas de boletins informativos, registros em eventos), e você gera um cadastro qualificado para sua empresa.

  • Oferecer vídeos, textos em blog, e-books e materiais ricos 

A partir de um estudo do seu público e do delineamento das personas do seu negócio, invista em conteúdos que complementam a experiência de compra dos seus consumidores. 

Uma loja de produtos para cabelos, por exemplo, pode disponibilizar vídeos explicando a diferença entre as composições químicas dos shampoos e indicando quais são mais adequados para cada tipo de cabelo. Já quem trabalha com pacotes de viagem, pode ofertar um guia explicando as peculiaridades do seguro-saúde. 

Esse tipo de material engaja mesmo quem não tem interesse, naquele momento, de comprar o seu produto, mas que vai se cadastrar para ter acesso a mais informações qualificadas. 

Por fim, monitore os resultados

O cliente é a melhor resposta para saber o que dá certo no seu negócio. Teste as táticas e verifique os resultados. Além da taxa de crescimento da base, avalie a taxa de entrega, de abertura, CTR e rejeição. Verifique se as ações de e-mail marketing executadas estão no rumo certo. Assim, você pode guiar suas estratégias futuras com os insights gerados por essa análise. 

Se você leu até aqui e quer aprender mais estratégias avançadas de e-mail marketing, siga acompanhando o nosso blog e entre em contato com nosso time de especialistas. 

Comece a digitar e aperte Enter para buscar

quer-trazer-de-volta-clientes-inativos-evite-os-5-erros-mais-comunsemail-marketing-porque-sua-ferramenta-deve-ser-integrada-ao-ecommerce