O que é CRO e como aplicá-lo à sua estratégia de e-mail marketing

 Em Email Marketing

Você já sabe da importância do marketing digital e, provavelmente, já coloca em prática muitas ferramentas, mas talvez não conheça o termo Conversion Rate Optimization (CRO). Esse é um conjunto de medidas tomadas para aumentar a taxa de conversão sem necessariamente precisar fazer mais investimentos.

Continue a leitura e descubra o que é CRO e como aplicá-lo em sua estratégia de e-mail marketing!

O que significa fazer Conversion Rate Optimization?

Em português, essa expressão significa “otimização da taxa de conversão”. Portanto, fazer CRO nada mais é do que aumentar a taxa de conversão de uma página ou de uma campanha de marketing.

Muito se fala sobre a importância de ter um bom posicionamento nos buscadores, fazer SEO e atrair muitos visitantes. Mas e quando os visitantes não estão se convertendo em leads? E quando os contatos não se tornam clientes? O que fazer? É aí que o CRO aparece.

Usando essa tática, você conseguirá influenciar seus visitantes a atingir o próximo passo do contato com a empresa, seja deixando um número de contato, fazendo uma pergunta ou realizando compras seguindo as ofertas enviadas por e-mail.

Por que o CRO é importante?

Já se tornou até um clichê falar sobre o aumento da concorrência no ambiente digital, porém, essa afirmação não deixa de ser verdadeira. Empresas de diversas áreas investem pesado para reforçar as suas presenças online e novas lojas virtuais são abertas a todo momento.

Essa concorrência, naturalmente, eleva os custos do marketing digital. Porém, você não precisa gastar muito mais para continuar em alta. Se seu site já tem um tráfego bom, basta que você aumente a taxa de conversão.

Isso significa que o CRO permite fazer mais com praticamente o mesmo investimento. Ao fazer Conversion Rate Optimization, você vai reduzir o custo de aquisição de clientes (CAC) e aumentar o retorno sobre o investimento (ROI).

O que são testes A/B?

Para fazer CRO, será necessário, muitas vezes, implementar mudanças no site ou na sua estratégia de e-mails. Essas mudanças precisam ser respaldadas por dados e não por achismos. Uma boa prática para encontrar dados são os testes A/B.

Para fazer um teste desse tipo, você deve escolher uma variável a ser examinada. Em seguida, vai criar duas versões da sua campanha e a única diferença entre elas será exatamente esta variável. Pode ser, por exemplo, o posicionamento do botão “Comprar agora” no layout do e-mail ou o tamanho da fonte utilizada.

Com as versões A e B prontas, você pode colocar a campanha no ar, dividindo o tráfego entre as duas versões. Depois que ela ficar disponível por tempo suficiente para gerar relevância estatística, isto é, um número considerável de acessos, o resultado pode ser avaliado.

Ao final do teste é possível comparar os resultados gerados por cada versão da campanha e saber qual padrão é mais eficiente.

O teste A/B serve tanto para itens visuais, como cores, fontes e imagens, quanto para variáveis de outros tipos, como horário de envio de e-mails, dias da semana, linguagem utilizada etc.

Como funciona a otimização?

Antes de mais nada, você precisará conhecer as métricas atuais de marketing e vendas. Se você ainda não faz isso, comece a coletar dados sobre taxas de conversão, de rejeição, ticket médio etc. Só assim você será capaz de reconhecer os resultados do CRO.

Fazendo testes e avaliando a reação do seu público será possível melhorar gradativamente as suas páginas e seus e-mails. Normalmente, a otimização é feita por meio de mudanças no design e na usabilidade

A intenção é entender o que o público realmente precisa e fazê-lo concluir o processo desejado por você, seja no seu site, e-commerce, landing pages ou no e-mail.

Implementando essas mudanças, você cria mais valor para seu público, torna seu conteúdo mais atrativo e, consequentemente, ganha mais conversões.

Como colocar o CRO em prática no e-mail marketing?

O e-mail marketing é um terreno fértil para implementar o CRO. A maioria das pessoas checa suas mensagens diariamente e, por isso, ele é um dos principais canais de comunicação em qualquer estratégia de marketing.

No entanto, suas mensagens somente serão úteis se você souber atingir com eficiência o seu público. Enviar mensagens não basta se elas não forem lidas pelos clientes e leads. Com isso em mente, confira algumas dicas para praticar o CRO no e-mail marketing:

1. Conheça a jornada do seu consumidor

Isso quer dizer que você tem que saber quais passos ele toma até optar pela compra no seu site, o que o faz desistir dela e qual gatilho pode ser acionado para que ele tome a decisão. Use essas informações para criar as suas comunicações via e-mail.

2. Ganhe a atenção do seu cliente nas primeiras palavras

No e-mail marketing a linha de assunto e as primeiras linhas da peça são decisivas. Elas fazem o usuário abrir e ler ou simplesmente ignorar o seu e-mail. Por isso, dê atenção especial à estrutura da linha de assunto, à forma de endereçamento e às palavras ou imagens no início do conteúdo.

Você pode realizar testes A/B para avaliar variações como:

  • presença ou não de emojis no título;
  • nome de quem envia. Às vezes os e-mails enviados por uma pessoa, por exemplo, “Fulano da Silva, da empresa X”, têm mais resultados do que aqueles enviados apenas com nomes corporativos. Já para companhias com uma marca muito forte, isso pode não ser verdadeiro;
  • forma de tratamento. Por exemplo: é melhor usar senhor/senhora ou apenas o primeiro nome?

3. Envie conteúdo relevante e acessível

Em vez de disparar e-mails aleatórios para toda a sua base de contatos, é melhor personalizar ao máximo as mensagens enviadas. A ideia é que o cliente sinta que está recebendo um conteúdo exclusivo, criado especialmente para ele. Por isso, a segmentação é crucial para uma boa estratégia de e-mail marketing.

Além disso, não se pode esquecer do uso de dispositivos móveis e telas de diferentes tamanhos. Garanta que suas mensagens sejam acessíveis em todas elas.

4. Implemente melhorias continuamente

O CRO é um processo constante e precisa ser tratado como uma rotina. Faça testes regularmente e implemente melhorias de maneira contínua. Afinal, quando se fala em vendas e conversão, nada está tão bom que não possa ser melhorado, não é mesmo?

Para finalizar, frisamos a importância de fazer um marketing voltado para objetivos concretos, visando atingir uma boa performance. Ao executar um marketing estratégico nas suas campanhas de e-mail, há uma grande possibilidade de multiplicar as conversões.

E aí, gostou de conhecer mais sobre a Conversion Rate Optimization aplicada ao e-mail marketing? Que tal aprofundar os seus conhecimentos e ter melhores resultados nas suas campanhas? Baixe o e-book Guia Prático de E-Mail Marketing e saiba tudo sobre o assunto!

Deixe um comentário

Comece a digitar e aperte Enter para buscar

relatorio-de-email-marketing-como-analisar-os-resultadostemplate-de-email-marketing-responsivo-o-que-voce-precisa-saber })(jQuery);