Soft bounces e hard bounces: o que são e como identificá-los

 Em Email Marketing

Um dos principais benefícios do marketing digital é a possibilidade de mensurar cada aspecto da sua campanha com alta precisão. Dessa forma, você consegue ter certeza de que está atingindo o seu público-alvo e descobre se deve realizar ajustes na estratégia.

Para sempre contar com bons resultados, é preciso conhecer os principais indicadores responsáveis por apontar o sucesso ou o fracasso das suas iniciativas. Ao monitorar esses números, é possível encontrar as estratégias que precisam ser intensificadas ou melhoradas.

Ao disparar e-mail marketing, é essencial ficar de olho em duas métricas bastante importantes: o soft bounce e o hard bounce. Apesar de diferentes, ambas significam que o disparo não chegou até o destinatário. O que as diferencia é justamente o motivo da falha na entrega. Entenda melhor a seguir:

O que é soft bounce?

Um soft bounce geralmente significa um motivo temporário para a não entrega de um e-mail. Não se trata de algo permanente, portanto, no próximo envio pode ser possível que o destinatário recebe o conteúdo. Ainda assim, é um indicador importante que ajuda a detectar a real audiência de um disparo.

Na maioria dos casos, o soft bounce acontece quando a caixa de entrada do destinatário está lotada, o servidor está fora do ar e não conseguiu processar o recebimento ou o tamanho da mensagem ultrapassa os limites permitidos.

Ao fazer uma analogia com o mundo offline, é o equivalente a uma pessoa não ser encontrada em sua casa quando chega uma visita. Nesse caso, há a possibilidade de sucesso ao tentar novamente em outra ocasião.

O que é hard bounce?

Diferentemente do soft bouce, o hard bounce indica uma razão permanente para a falha de entrega de um e-mail. Na maioria dos sistemas de disparo, endereços que sofrem com hard bounce são automaticamente removidos da lista, já que não há jeito de entregá-los.

O hard bounce ocorre nos seguintes casos: o e-mail do destinatário não foi encontrado, o domínio não existe ou o servidor de destino bloqueou por algum motivo o recebimento de e-mails.

Seguindo a mesma analogia anterior, o hard bounce é o equivalente a você ir visitar um amigo e descobrir que ele se mudou. Portanto, não faz mais sentido insistir em ir até aquela casa, já que ele não está mais lá.

Como identificar soft bounce e hard bounce?

Acompanhar de perto os resultados dos seus envios de e-mail marketing é essencial para garantir que a sua estratégia está dando certo. Mas não pare por aí! Você precisa observar as métricas certas e interpretá-las adequadamente para tomar decisões mais inteligentes a respeito do seu planejamento.

Os principais sistemas de envio de e-mail marketing são capazes de medir o número de soft bounce e hard bounce, tornando-os visíveis em seus relatórios. A partir daí, você tem um termômetro que representa o quão acessível está o público da sua lista de contatos. Se o número de bounces estiver muito alto, significa que o seu conteúdo não está sendo entregue para boa parte do público.

Crie o hábito de medir os resultados das suas iniciativas de marketing para ter certeza de que você está atingindo seus objetivos. A partir desses números, é possível encontrar tanto oportunidades positivas como falhas que necessitam de correção, portanto, nunca abra mão disso.

Ficou com alguma dúvida referente a soft bounce ou hard bounce? Então use o campo de comentários para fazer a sua pergunta!

 

Quer fazer mais pelo seu e-mail marketing? Confira o nosso Guia Prático de E-mail Marketing: baixe aqui.

Deixe um comentário

Comece a digitar e aperte Enter para buscar

Engajamento no e-mail marketingPlataforma de e-mail marketing