Saiba como segmentar campanhas de e-mail marketing

 Em Email Marketing

Uma vantagem do e-commerce quando comparado com lojas físicas é que, ao comprar um produto pela internet, o usuário está mais disposto a fornecer informações, como e-mail, endereço, idade, sexo etc. Entretanto, essas informações só possuem valor se usadas adequadamente pela empresa, sendo importante que se saiba como segmentar campanhas de e-mail marketing para obter os resultados desejados.

É relevante destacar o porquê de segmentá-las. A estratégia permite aumentar em 203% a taxa de abertura das mensagens, devido a maior relevância das chamadas e assunto quando se tem um direcionamento.

Para 39% dos profissionais que atuam com e-mail marketing, a segmentação melhorou as taxas de conversão, e 28% acreditam que houve retorno em receitas, segundo a Emarketer. Entre as oportunidades que a segmentação oferece, destacam-se:

  • Melhorar os resultados das campanhas;
  • Fidelizar clientes;
  • Conhecer melhor o target;
  • Vantagens em relação aos concorrentes;
  • Otimização de recursos.

Dados tantos aspectos positivos a partir da segmentação de campanhas de e-mail marketing, a execução da estratégia também deve ser eficiente e engloba diversos passos.

Como segmentar campanhas de e-mail marketing?

Para que segmentar suas campanhas de e-mail marketing seja de fato uma estratégia bem-sucedida, é necessário determinar alguns elementos importantes da segmentação, assim como manter a estratégia em constante aprimoramento.

Nos 6 passos a seguir, explicamos como segmentar uma campanha de e-mail marketing e manter os resultados positivos alcançados.

1. Definir metas e objetivos

Muitas campanhas, seja de e-mail marketing ou de outras estratégias, apresentam resultados positivos, mas a falta de objetivos faz com que não seja possível avaliar se foi cumprida a proposta inicial. Ao definir metas e objetivos claros, os responsáveis pela campanha possuem mais elementos que permitem analisar os resultados e aprimorar a execução.

É necessário estipular objetivos para cada uma que se inicia, assim será mais fácil determinar os temas abordados e as call to action utilizadas. É possível ainda estipular uma taxa de abertura e uma taxa de conversão desejadas, otimizando a campanha com a intenção de atingir esses objetivos e metas impostos.

2. Identificar o público-alvo

Ao optar por campanhas segmentadas de e-mail marketing, é necessário entender que nem todos os contatos da lista desejam ser abordados. Alguns usuários marcam a opção de não receber futuros contatos por correio eletrônico, e esse desejo deve ser respeitado pela empresa.

Para identificar o público-alvo que deseja receber contatos da empresa, deve-se analisar as informações disponíveis. A principal ideia da segmentação é que haja mais personalização nos contatos realizados e que eles sejam tão relevantes para o cliente quanto para a empresa.

3. Delimitar critérios de segmentação

A delimitação dos critérios para segmentar campanhas de e-mail marketing é uma etapa-chave da estratégia. É neste momento que se determinam quais características serão consideradas na hora de criá-las. As informações podem ser divididas de duas formas:

  • Segmentação por dados: este tipo de divisão é utilizado, principalmente, quando não há muitas informações personalizadas sobre o cliente. Aqui, utilizam-se informações como sexo, idade, região onde mora, renda, tipo de produto comprado etc. como elemento determinante da campanha. Por exemplo: mandar um bônus para todos os clientes que fazem aniversário em determinado mês.
  • Segmentação por comportamento: esta orientação ocorre principalmente quando já existe uma campanha em execução, pois é determinada pela interação dos contatos naquelas anteriores. Como exemplo: separar entre clientes que converteram em determinada campanha e clientes que não interagiram.

Dessa forma, a empresa pode determinar quais são as informações mais relevantes para realizar a segmentação de uma campanha e direcionar ao usuário contatos mais interessantes para ele com base em dados que possui ou no seu comportamento.

Quando já possui esses dois tipos de informações sistematizadas, é possível separar unindo os dois critérios, fazendo com que as campanhas sejam ainda mais segmentadas e, portanto, personalizadas para uma preferência prévia demonstrada pelo cliente.

4. Coletar novas informações

Após iniciar uma campanha de e-mail marketing com objetivos claros e definir os critérios de sua segmentação, novas informações podem continuar a ser coletadas visando melhorar os critérios já estipulados.

A atuação com marketing digital permite que as estratégias estejam em constante aprimoramento, e com o e-mail marketing essas otimizações permitirão a melhoria dos resultados e a solidificação da estratégia, com uma gestão eficiente.

As novas informações podem ser obtidas por meio de novos formulários de compra, pesquisas de satisfação, ofertas de promoções etc. Esses dados devem ser adicionados aos demais e formar critérios mais específicos para segmentação do público.

5. Analisar resultados

Para que seja possível melhorar uma campanha, é fundamental que os resultados obtidos sejam analisados. Na estratégia de e-mail marketing, é essencial o uso de URLs rastreáveis, que vão permitir que os analistas verifiquem a origem dos acessos e identifiquem se o tráfego tem origem no correio eletrônico.

Também é possível criar páginas de destino relacionadas diretamente às ofertas realizadas na campanha e, assim, obter mais informações sobre o cliente e rastrear as interações realizadas para que seja possível analisá-las.

Com uma análise eficiente das campanhas, é possível otimizá-las de diversas formas, como adicionando call to action mais interessantes, variando as temáticas, aprimorando o “assunto” da mensagem, entre outros aspectos que a tornam mais atraente ao usuário.

Outra alternativa para um e-mail marketing mais eficiente é realizar testes A/B, identificando as preferências de grupos de usuário e expandindo as melhores práticas selecionadas.

6. Continuar segmentando

O principal desafio de uma campanha de e-mail marketing bem-sucedida é continuar com a segmentação de público, aprimorando as abordagens com os clientes que já fazem parte das listas e adicionando novos clientes sem perder a qualidade e a relevância das abordagens.

Com o rastreamento das atividades realizadas no site, por exemplo, é possível identificar as preferências de determinado usuário e direcionar a ele apenas conteúdos e ofertas relevantes para os seus interesses.

Segmentar campanhas de e-mail marketing permite melhorar o relacionamento com os clientes e otimizar os recursos destinados à área. O objetivo principal da segmentação é aprimorar os resultados enviando menos mensagens. Isso é possível ao tornar cada abordagem em uma oportunidade real de novos negócios.

Gostou deste conteúdo e pretende iniciar uma estratégia para segmentar suas campanhas de e-mail marketing? Compartilhe conosco a sua experiência e deixe um comentário abaixo!

Deixe um comentário

Comece a digitar e aperte Enter para buscar

5-dicas-para-melhorar-os-resultados-de-campanhas-de-e-mail-marketingfique-por-dentro-das-3-ultimas-tendencias-de-email-marketing.jpeg