Saiba como se comunicar com os nativos digitais da Geração Z

 Em Boas práticas, Tendências

As pessoas que nasceram entre 1995 e 2010 cresceram no momento em que a internet ganhava cada vez mais espaço na vida das pessoas, um período de transição para a comunicação amplamente conectada que temos hoje. Essas são algumas características do grupo que chamamos de geração z, nativa dos meios digitais, ou seja, com grande familiaridade com a tecnologia. 

Devido a esses jovens estarem online o tempo todo, com vasto acesso a informações, eles se tornaram mais exigentes em relação ao conteúdo que consomem e sabem o que desejam consumir. Assim, as campanhas de e-mail marketing precisam englobar estratégias específicas para despertar o interesse desse público. 

Leia também: 
>> 10 práticas para potencializar a entregabilidade do e-mail marketing
>>
Comprovado: e-mail personalizado influencia cliques e conversão

Mas quem é a geração Z? 

Nos últimos 20 anos, a tecnologia abriu novas possibilidades de interação e comunicação entre as pessoas de modo jamais visto. Assim, com acesso diário à internet, os jovens da geração Z (nascidos entre 1996 e 2010) somam em torno de 2 bilhões de pessoas, o equivalente a 25,6% da população mundial, conforme a McCrindle Research. Ainda segundo a Ernst & Young Global Limited (EY), essa geração, junto aos millennials (1980 – 1995), deve representar cerca de 75% da força de trabalho até 2025.

Entre as mídias mais usadas por esses jovens, estão vídeos online e plataformas de streaming, de acordo com o Visual Capitalist, como é possível verificar no gráfico abaixo: 

Além disso, conforme dados da Review 42, 98% da geração Z possui smartphones, e 58% confere a caixa do e-mail múltiplas vezes por dia, aponta a Campaign Monitor – no que se refere ao consumo, o e-mail marketing tem papel fundamental na decisão de compra. 

Outro ponto relevante para esses consumidores são as causas sociais em que as marcas se envolvem, pois, como apontam informações da Forbes, a geração Z prefere negócios que tenham algum impacto positivo na sociedade, incluem diversidade nos anúncios e contam com um sistema de produção ético e sustentável. 

5 dicas para se comunicar com a geração Z 

Agora, que já falamos das principais características, comportamentos e valores importantes para a geração Z, vamos indicar algumas práticas de comunicação efetivas direcionadas a esse perfil de clientes. Confira: 

  1. E-mail curto e direto 

Devido à quantidade gigantesca de conteúdos que a geração Z acessa todos os dias, a sua atenção acaba dividida entre os variados canais, o que demanda uma comunicação direta, de fácil leitura e escaneável. 

Desta maneira, o texto deve ser compacto e incluir as informações mais importantes já no início do e-mail, com sentenças curtas e os termos mais importantes em destaque, que facilitam ao consumidor identificar com maior facilidade os principais pontos do e-mail. 

  1. Responsividade 

Como dissemos, praticamente todas as pessoas da geração Z usam smartphones, o que exige campanhas que sejam pensadas para esses aparelhos, com templates responsivos.

Ainda que um design que se adapte ao smartphone seja um critério importante para a maioria dos consumidores, isso se torna ainda mais crítico para os jovens, que nasceram em plena era digital e estão acostumados a realizar boa parte de suas tarefas pelo telefone. 

Portanto, é essencial investir em ferramentas que possibilitem a responsividade, como, por exemplo, a plataforma da Mailbiz, que oferece layouts variados e que se adaptam para smartphones.

  1. Personalização e privacidade

A geração Z quer promoções, cupons, publicações e conteúdos personalizados, pois sabe a gama de informações que fornece dados que podem ser utilizados para mapear produtos que estejam em sintonia com suas necessidades – neste sentido, 42% das pessoas ficam incomodadas com marcas que não oferecem conteúdo personalizado, afirma a Adobe

Entretanto, os jovens também esperam que os negócios tenham responsabilidade com seus dados e os protejam da maneira adequada. Ou seja, a geração Z quer, sim, personalização na comunicação, mas também segurança das informações, algo que entrou em vigor a partir da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). 

>> Saiba mais: LGPD: o que é preciso saber para proteger os dados dos clientes

Para corresponder às expectativas desse público e estar dentro da lei, analise o comportamento de compra do usuário, como histórico das últimas aquisições e quais assuntos de e-mail geram maior taxa de abertura, para entregar conteúdo personalizado. Mas tenha uma Política de Privacidade clara e direta, que aborde o uso das informações pessoais dos seus clientes e garanta a segurança delas.

  1. Demonstre os valores da marca 

A geração Z busca marcas que gerem impacto social. Segundo a Forbes, 71% quer ver anúncios com maior diversidade, 61% paga mais por produtos feitos em uma cadeia produtiva consciente, e 77% vê com bons olhos as empresas que promovem a igualdade de gênero.

Sabendo que a geração Z valoriza essas pautas, a diversidade pode estar presente na comunicação direcionada a ela. Por exemplo, as campanhas podem incluir imagens que mostrem homens e mulheres de diferentes etnias e biotipos. E, caso seu negócio esteja envolvido em projetos e causas sociais, os jovens irão gostar de saber mais detalhes sobre esse assunto. 

  1. Use conteúdo gerado por usuários

Uma das melhores maneiras de usar a comunicação para encantar e engajar a geração Z é contar histórias verdadeiras, que tenham personagens reais e autênticos. Afinal, os jovens são bombardeados diariamente com anúncios em diversos meios e variadas formas, o que os tornou mais exigentes quanto à publicidade. 

Para contornar isso, sua marca pode usar os próprios clientes para desenvolver as campanhas. Com histórias e imagens reais, o próprio público auxilia na geração de conteúdo e se vê nela, trazendo mais veracidade.

A geração Z cresceu com a tecnologia à sua disposição desde a infância. Desta forma, para fisgar esse público, a comunicação das campanhas precisam levar em consideração sua familiaridade com a internet, o uso dos smartphones e também a preocupação desses jovens com empresas que geram impacto positivo na sociedade.
Se gostou desse artigo, continue acompanhando nosso blog e fique por dentro das nossas novidades, com dicas e conteúdo especializado em e-mail marketing! E entre em contato com nossa equipe de especialistas para que possamos apoiar o crescimento do seu negócio.

Comece a digitar e aperte Enter para buscar