Fuja dos sete pecados capitais das landing pages

 Em Boas práticas, E-commerce

Para se destacar no tão concorrido mercado online e entregar uma ótima experiência de compra e interação ao consumidor, é preciso focar na otimização da landing page. Esse é um canal fundamental para o sucesso do seu negócio, por isso, vamos falar sobre os sete pecados capitais das landing pages, segundo Tim Ash, para que você os conheça e não os cometa.

Leia mais:
>> Conheça o módulo de landing page da Mailbiz
>> Como adequar as estratégias de marketing do seu e-commerce à LGPD

Mas, antes, queremos lembrar que a landing page pode ser definida como uma página específica, focada em uma missão: gerar conversões. Ou seja, é um canal muito útil para compreender o perfil do seu público, gerar relacionamento com ele e ainda apoiar o time comercial para aumentar as vendas. 

Isso porque essa página oferece materiais ricos (como e-books, vídeos, podcasts, planilhas), promoções ou qualquer outro tipo de entrega em troca de informações (como e-mail, telefone, data de nascimento, localização) – claro, sempre respeitando as diretrizes da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Para se ter uma ideia, até 2040, 95% de todas as compras devem ser realizadas na internet, é o que aponta um relatório da Fortunly. Só que esse canal não pode apresentar apenas um layout bonito, mas também precisa ser bastante funcional.

Pensando nisso, queremos ajudá-lo a evitar os problemas mais comuns de se encontrar em landing pages. Vamos a eles:

1. Call to action não muito clara

Você precisa dizer aos visitantes exatamente qual ação tomar e torná-la absolutamente clara. É para isso que serve o botão de call to action. É uma estratégia para facilitar a tomada de decisão e incentivar o cliente a dar o próximo passo.

Deixe o botão bem visível na página e, se necessário, coloque mais de um. Além disso, utilize textos simples e objetivos. Use verbos de ação persuasivos, como “aproveite”, “compre”, “garanta”, “saiba mais”, “baixe grátis”.

2. Muitas escolhas

Certifique-se de eliminar a desordem e se concentrar em uma única conversão desejada. Caso contrário, os consumidores ficarão confusos e com grandes chances de, no final das contas, não partir para nenhuma ação. Afinal, oferecer mais opções nem sempre significa mais vendas. 

Limitar o número de opções disponíveis ajuda o cliente a tomar uma decisão mais objetiva. Às vezes, quando as escolhas são muitas, o consumidor acaba se sentindo sobrecarregado e sai do seu site sem realizar a compra com medo de tomar a decisão errada. Por isso, simplifique o processo de tomada de decisão do seu cliente.

3. Pedir muitas informações

Colocar na sua página um formulário solicitando muitas informações do cliente também é um dos sete pecados capitais das landing pages. Lembre-se: seus visitantes podem ter acabado de conhecer o seu negócio. 

Não tente captar todos os seus dados assim, já de cara, em uma possível primeira visita. Peça o mínimo de informações necessárias no início e, em seguida, conforme você constrói o relacionamento, crie novas oportunidades para que eles compartilhem outras informações para enriquecer o cadastro.

4. Muito texto

Os visitantes acessam sua landing page para resolver um problema, não para ler um artigo. Mantenha seu conteúdo focado naquilo que você quer oferecer e sempre seja objetivo. Considere também o tamanho da fonte, o espaçamento entre linhas, a cor da fonte, entre outros aspectos.

Segundo dados da Sweor, o design de uma página pode causar um impacto considerável nas vendas, já que leva apenas 0,05 segundos para os clientes formarem uma opinião sobre o site de um negócio – se eles gostam ou não do seu site, se vão ficar ou sair. Junto a isso, 75% dos consumidores costuma julgar a credibilidade de um negócio apenas pelo design de uma página da empresa, e 38% afirmam que não interagem com páginas que apresentam conteúdos ou layout que não sejam atrativos.

5. Não manter suas promessas 

Atrair o cliente com uma promoção e, quando ele vai para a página, a oferta não é aquela ou produto acabou. Esse tipo de situação gera uma experiência muito negativa para o cliente em relação à sua marca.

Na imagem acima, podemos ver um exemplo de landing page que dá a entender que está oferecendo uma câmera fotográfica, mas, na verdade, leva o cliente apenas a reviews de produtos. Para evitar esse tipo de problema, certifique-se que seu título, conteúdo e oferta correspondem à promessa que você fez ao levar seu visitante até sua página.

6. Distrações visuais

Da mesma forma que muito texto confunde o consumidor, muitas imagens também podem ser prejudiciais – ou até mais – para alcançar seus resultados de vendas. Portanto, defina o produto ou serviço que você quer oferecer através da sua landing page e foque seus textos, imagens e botões de call to action nisso. 

O design existe para apoiar a marca, a mensagem e o conteúdo que você quer passar ao seu público. O design não existe por si só para ser bonito. Então, aplique o mesmo pensamento ao uso de quaisquer fotos e gráficos na sua landing page.

Sabemos do poder das palavras. Usar termos como “novo” e “grátis” tem um apelo psicológico muito difícil de resistir. Porém, se eles vierem acompanhados de um forte apelo visual, a tendência é que o consumidor se sinta ainda mais atraído e estimulado a partir para a ação.

7. Último dos sete pecados capitais das landing pages: falta de confiança

Se os visitantes não confiarem em você, eles não comprarão de você. No exemplo acima, vemos fotos dos fundadores da empresa na landing page, o que não diz nada para os clientes.

Já o logotipo dos clientes atendidos, isso sim deveria estar na página. Acelere o processo de construção de confiança exibindo seus clientes, certificações, selos, notícias da mídia, entre outros conteúdos reais e relevantes sobre a sua marca.

“É importante imaginar que as pessoas que visitam o seu site são impacientes, não vão procurar muito por informação ou passar muito tempo tentando entender. São as suas emoções que os guiam”.

Tim Ash

Para evitar os sete pecados capitais das landing pages, entre em contato com nossa equipe de especialistas. Podemos ajudá-lo a construir relacionamento com seu público e otimizar seu e-commerce para aumentar suas vendas.

*Esse conteúdo foi produzido com base no livro Landing Page Optimization, dos autores Tim Ash, Maura Ginty e Rich Page.

Comece a digitar e aperte Enter para buscar

atender-bem-cliente-do-e-commerce