E-mail marketing para e-commerce: como converter mais?

 Em Boas práticas, Email Marketing

O seu e-commerce tem um grande trunfo na manga: o e-mail marketing. Esse canal tem um ótimo retorno, é capaz de converter vendas e ainda deixa sua empresa na lembrança dos clientes – no quesito conversão, o e-mail é quatro vezes mais efetivo do que as redes sociais, segundo a Ampjar

Porém, para alcançar todos esses benefícios, não basta apenas ter uma plataforma de automação de campanhas. É preciso usá-la de forma estratégica, sendo necessário um planejamento da peça do topo ao rodapé, incluindo layout, conteúdo e responsividade. É sobre esses tópicos que vamos falar neste artigo. 

Leia mais:

>> E-mail marketing: por que sua ferramenta deve ser integrada ao e-commerce? 

>> 10 práticas para potencializar a entregabilidade do e-mail marketing 

O e-mail marketing anda de mãos dadas com o e-commerce, já que os clientes que fazem compras a partir de ofertas e sugestões feitas por esse canal gastam até 138% a mais do que o restante da clientela, conforme dados da Disruptive Advertising. Além disso,  segundo o Convince&Convert, 66% dos usuários compraram por causa de um e-mail, e 60% das pessoas que se inscrevem no e-mail de uma loja esperam receber promoções na caixa de entrada, é o que informa a  MarketingSherpa

Agora que já demos alguns bons motivos para você usar o e-mail marketing como ferramenta de retenção e conversão, lembramos que um e-mail de sucesso, capaz de instigar o cliente a clicar no botão “comprar”, não é algo que surge sozinho e precisa de preparo. Vamos conferir algumas dicas? 

5 etapas para um e-mail-marketing que converte 


Formato, palavras, botões, imagens compõem o e-mail, que deve ser muito bem pensado, estruturado e executado para que chegue no destinatário com bom conteúdo e direcionado para o objetivo da campanha do seu e-commerce.

e-book - Email marketing para e-commerce

Selecionamos alguns tópicos para criar um e-mail marketing de sucesso, confira: 

  1. Linha de assunto

Esse é o primeiro contato que o destinatário vai ter com o seu e-mail, antes mesmo de abri-lo. Então, despertar a curiosidade do cliente é essencial. Afinal, 35% dos usuários abrem o e-mail levando em conta somente o assunto, enquanto 69% marcam um e-mail como spam dependendo do assunto

É importante também pensar que o número de palavras visíveis no desktop e no mobile é diferente e que você precisa levar isso em consideração ao criar a linha de assunto. Defina uma linha que diga a mensagem principal do e-mail de forma direta, até mesmo com um texto mais casual, bem-humorado e com o uso de emojis (com moderação). 

>> Veja também: Como escrever linha de assunto no e-mail marketing 

  1. Topo

Basicamente, o topo é formado pela frase de pré-cabeçalho e cabeçalho, que traz o logotipo, deixando sua marca em destaque para que o cliente a reconheça. O topo vem logo após a linha de assunto, portanto, certifique-se que as informações mais relevantes do seu e-mail marketing estejam presentes nesta primeira faixa de visualização. 

  1. Corpo 

As imagens, descrições das ofertas e botões de call to action (CTA) trabalham juntos para convencer o seu cliente a clicar e conferir determinado produto. Mas preste atenção em outra característica de um e-mail de sucesso: ele precisa ser responsivo, ou seja, legível no computador, smartphone ou tablet (vamos falar deste assunto mais à frente). Veja o que precisa ser considerado no corpo do e-mail:

  • Design: deve garantir que o cliente possa escanear o conteúdo rapidamente usando uma hierarquia lógica com grandes títulos e imagens que chamem a atenção. Aqui, você pode lançar mão de GIFs para chamar a atenção e também prefira um organização com até duas colunas para facilitar a leitura da peça. 
  • Hero image: ou imagem central, serve como primeiro contato visual do e-mail marketing com o cliente e resume a visão geral do conteúdo mais importante. Para isso, você pode usar imagem estática, vídeos e até GIFs, conforme a proposta do e-mail e do seu e-commerce. Apesar de ser importante escolher uma mídia de boa qualidade, ela não pode ser pesada, pois irá fazer com que seu e-mail demore para carregar. 
  • Melhores produtos: para identificar quais produtos são os mais indicados para uma determinada campanha de e-mail marketing, você pode usar a curva ABC, que é um método de classificação de informações para que se separem os itens de maior importância ou impacto, o que ajuda a identificar quais produtos geram mais retorno e colocá-los em destaque no e-mail. 
  • CTA: o mais indicado para o call to action é o uso de botões, que têm taxa de clique 28% a mais do que CTA apenas com links, segundo a Campaign Monitor. Aqui, você pode usar verbos diretos e de persuasão, que irão levar o cliente a fazer a ação desejada, como: “compre agora”, “ganhe o cupom”, “teste grátis”. Independentemente do texto, lembre-se de colocar os botões de CTA ao longo de toda peça para facilitar a conversão. 
  • Selos: os selos são outra alternativa para explorar o apelo de escassez ou urgência. Além de usar as conhecidas chamadas, como “compre 1, leve 2” ou “exclusivo”, você também pode abordar a garantia de entrega antes de datas comemorativas, como Dia das Mães, Dia da Criança ou Natal. 
  1. Rodapé 

O rodapé precisa ser mais simples, sem cores muito chamativas ou fontes grandes. Afinal, você quer que o cliente foque nos descontos, cupons e demais orientações de compra, certo? 

Porém, o rodapé precisa incluir informações como as redes sociais e site do seu e-commerce, endereço, política de privacidade e também a opção de desinscrever da lista de e-mails (o que está previsto na Lei Geral de Proteção de Dados). Lembre-se essa área é de extrema importância para demonstrar autoridade e aumentar a segurança do consumidor. 


>> Leia mais sobre como proteger os dados dos seus clientes com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) 

  1. Responsividade 

Uma pesquisa da Litmus, uma das maiores análises sobre o e-mail marketing disponíveis no mercado, aponta que 43% dos e-mails são lidos em dispositivos móveis. Então, para seu e-commerce, você não pode deixar de criar e-mails que se adaptem a essas telas. 

Algumas dicas para tornar o layout do e-mail responsivo de forma eficiente são:

  • Para melhorar as taxas de conversão, aposte no teste A/B, criando duas ou mais versões distintas para a mesma campanha, que são enviadas para uma amostra da sua lista de contatos; 
  • Considerar a responsividade dos e-mails significa adequar o layout, o tamanho das fontes, reestruturar a hierarquia, alterar cores, escalar imagens e ter um especial cuidado com os CTAs; 
  • Atente para a usabilidade do e-mails nos formatos horizontal e vertical. Afinal, se o contato não consegue visualizar e interagir corretamente com o e-mail, as taxas de engajamento (abertura e clique) despencam. 

O e-mail marketing é uma excelente e indispensável ferramenta para o seu e-commerce, sendo seu aliado na conversão. Portanto, antes de qualquer campanha faça um planejamento adequado, que considere o e-mail como um todo, sem esquecer de garantir que o conteúdo é responsivo para outras telas, não apenas a do desktop.

Gostou dessas dicas e quer saber mais sobre como criar um e-mail marketing capaz de converter em vendas? Então, acesse o nosso e-book, feito especialmente sobre esse tema a partir da experiência dos nossos especialistas no assunto. Clique aqui e baixe o e-book

E continue acessando nosso blog para descobrir as novidades sobre e-mail marketing e táticas de sucesso. Conte com a Mailbiz para encontrar a melhor solução para suas campanhas de e-mail e estratégias personalizadas para o seu e-commerce.

Comece a digitar e aperte Enter para buscar