5 erros cometidos na estratégia de e-mail marketing

 Em Email Marketing

O baixo custo e a praticidade têm transformado o e-mail marketing na ferramenta preferida de gestores e estrategistas na hora de reter e fidelizar seus clientes. No entanto, é preciso evitar uma série de erros que acaba comprometendo a eficácia das campanhas, causando desperdício de tempo e dinheiro. E o pior de tudo: arranhando a imagem da sua marca.

A seguir, vamos apresentar 5 erros cometidos na estratégia de e-mail marketing ao disparar campanhas de e-mail marketing. Curioso? Continue acompanhando!

Não segmentar a base de contatos

Começamos por esse erro, já que ele é o mais primário e, no entanto, o mais fatal para qualquer campanha, principalmente nos e-commerces. Imagine uma loja online de artigos esportivos: obviamente ela venderá para homens e mulheres, perfis de consumidores distintos. O problema é tentar atingir ambos perfis com o mesmo e-mail, enviando promoções de tênis femininos para o cliente que só compra camisetas de times de futebol. Resultado? Seu e-mail vai para a caixa de spam.

Não ter um calendário para disparos

Outro erro imperdoável é enviar e-mails todos os dias – e em qualquer horário – para os seus contatos, ignorando o fato de que o destinatário precisa de tempo para identificar, ler e interagir com o conteúdo de cada um dos seus e-mails – isso se você conseguir que ele chegue a abri-los. O ideal é que você planeje seus e-mails em cadeia e dispare, no máximo, 5 e-mails por semana. Ou seja: promovendo ao menos 2 dias de intervalo, sempre nos mesmos horários.

Não customizar o conteúdo do e-mail

Não adianta estruturar sua campanha com todo rigor se o prospect simplesmente não se interessar em ler o conteúdo do seu e-mail. É aí que entra o conceito de marketing de conteúdo, ajustando linguagem e tema ao perfil do destinatário. Não trabalhar uma linha de assunto atraente e um conteúdo que se aproxime da realidade da persona que pretende atingir pode levar seu e-mail para a lixeira.

Não configurar imagens

A fim de se livrar do spam, muitos programas bloqueiam e-mails que apresentam imagens no corpo da mensagem. E quando não as direcionam para a quarentena, dão ao usuário a opção de baixar os arquivos. Portanto, especialmente se quiser enviar uma newsletter no corpo do e-mail, deixe sempre visível para o destinatário a opção de visualizar as imagens no browser.

Não avaliar os resultados

É preciso sempre observar os mais variados fatores da estratégia. Tais como: taxa de cliques, taxa de abertura e taxa de bounce (e-mails que não são entregues por problemas técnicos). Ao longo da campanha, não ficar atento ao que dizem essas métricas é o mesmo que lançar sua estratégia à própria sorte. Se sua lista de contatos possui uma baixa taxa de abertura, por exemplo, é sinal de que você deve retrabalhar a linha de assunto, tornando-a mais criativa e atraente. Quer saber mais sobre esses termos? Dá uma olhada neste glossário.

O mercado apresenta uma larga oferta de ferramentas de automação de e-mail marketing, com os mais variados recursos para garantir um disparo ágil e seguro, totalmente focado em conversões. E o melhor é que você nem precisa ser um especialista em marketing digital, pois as ferramentas possuem interface intuitiva para simplificar ainda mais o seu serviço. Portanto, nada de cair na ideia ingênua de implementar suas campanhas manualmente, certo?

E então, tem mais alguma dúvida sobre os obstáculos que precisa contornar ao colocar em prática o e-mail marketing da sua empresa? Deixe seu comentário!

Leia também este artigo: 5 hábitos de uma operação eficiente de email marketing

Deixe um comentário

Comece a digitar e aperte Enter para buscar

email marketinglistas compradas para e-mail marketing