3 motivos pelos quais seu E-mail Marketing não Funciona

 Em Email Marketing

Você envia e-mail marketing com freqüência, produz um conteúdo bacana, conta com uma boa ferramenta, mas não obteve nenhum resultado?

Você já se perguntou por que a sua estratégia não está funcionando?

Se você pensa que é porque o e-mail está ultrapassado, esqueça! Como já falamos no artigo anterior, ele está mais vivo do que nunca. Se a sua estratégia não está dando certo, o problema está no seu planejamento de modo geral.

Neste sentido, detectamos três problemas que, sem dúvida, explicam o motivo pelo qual a maioria dos seus esforços não trazem os resultados desejados.

Falta de objetivo

Numa estratégia de e-mail marketing é preciso ter seus objetivos bem definidos. Caso contrário, qualquer caminho e resultado serve, e as atividades diárias acabam se tornando irrelevantes para o sucesso. É preciso saber o que se quer atingir com isso e trabalhar para chegar nesse objetivo.

Não conseguir organizar a sua equipe

O sucesso de uma campanha de e-mail marketing começa já na construção da equipe, afinal, quem faz a coisa acontecer são as pessoas! Por isso é extremamente importante que as funções, rotinas e os objetivos de cada pessoa do seu time estejam bem definidos.

Não dominar o software de e-mail marketing

Hoje em dia dispomos de diversas ferramentas com recursos muito poderosos, mas não adianta apenas contratar a melhor ferramenta e não saber usá-la a favor da sua empresa.

Então esses são os três problemas mais comuns que nós percebemos nas empresas, mas como resolvê-los?

Antes de qualquer coisa é preciso eliminar as desculpas. Isso mesmo, desculpas! No nosso dia a dia na Mailbiz escutamos inúmeras objeções das empresas.

“Eu não tenho tempo para fazer planejamento.”

“Planejar é difícil.”

“Montar uma equipe de e-mail marketing custa caro.”

“É difícil encontrar profissionais competentes.”

“Usar uma ferramenta é muito complexo.”

Mas será mesmo que é tão difícil e caro montar uma estratégia eficaz de e-mail marketing?

A resposta é definitivamente NÃO! E nós vamos te mostrar como solucionar estes três problemas de maneira bem simples.

Solução 1: Falta de objetivo

Saber exatamente o que, quando e como fazer é essencial para o sucesso. É muito importante definir onde a sua empresa quer ir e o que ela quer atingir.

Listamos alguns tópicos que irão ajudar você na construção do planejamento.

– Estabeleça uma freqüência de envios

A dica é seguir uma periodicidade que não seja massante ou indiferente. É preciso evitar os extremos de alta ou baixa frequência de envios.

– Definir dia e horário do disparo

Aqui o foco é encontrar o momento certo e o melhor intervalo para os envios de sua campanha.

É válido destacar que não existe um padrão para definir o dia e o horário de envio. São fatores que dependem muito dos públicos das campanhas. Portanto o mais indicado é realizar testes com diferentes variações e conferir qual se encaixa melhor para sua empresa.

– Para quem você vai enviar?

Nesta etapa você deve definir as personas, que são personagens fictícios criados para representar o seu público-alvo e servem como ferramenta de segmentação de mercado.

Busque nas suas personas as informações que esclareçam os perfis das pessoas que serão impactadas pela campanha.

– Segmente a sua lista

Aqui você deve focar na formação dos grupos para as quais a campanha será enviada. É preciso selecionar as informações das personas que serão usadas para esse direcionamento.

Você pode dividir sua lista de acordo com a idade, gênero, localização, interesses ou o porte da empresa em que os seus contatos trabalham.

– Conteúdo

Essa é a hora de ir para a prática e começar com a criação dos conteúdos de suas campanhas. Mais uma vez, é preciso lembrar de seguir o tipo de e-mail, os objetivos e o público da campanha.

Solução 2: Não conseguir organizar a sua equipe

É importante a gente entender que para uma operação de e-mail marketing funcionar bem existem três funções essenciais que precisam ser exercidas. São elas:

Planejamento: Você precisa de alguém na equipe focado na parte estratégica. Essa pessoa deve definir todos aqueles pontos que falamos lá em cima, como programação de envios, qual conteúdo será enviado, para qual público, entre outros pontos que envolvem o planejamento.

Criação: É o profissional responsável pela produção de conteúdo. Essa função é muito importante, pois colocará em prática tudo o que foi definido no planejamento. Esse profissional deve criar conteúdos relevantes e atraentes, específicos para cada público. Por isso deve pensar na construção do conteúdo como um todo, desde um título que chame atenção, até imagens, o tipo de linguagem e o layout.

Métricas: Após a campanha ir para o ar, o trabalho continua. Agora, o foco deve ser no monitoramento dos resultados. Essa análise é fundamental para entender o que está dando certo, errado e o que pode ser melhorado para as próximas campanhas.

Agora você talvez possa estar se perguntando: então eu preciso de três ou mais pessoas na minha equipe?

Não!  Alguns desses papéis podem ser terceirizados e alguns podem ser facilitados por profissionais da área, que também não precisam estar dentro da sua empresa.

Uma função que pode facilmente ser terceirizada é a criação. Empresas especializadas nesta área possuem todo o know how necessário para executar toda a parte de criação, seguindo metodologias eficazes e tendências de mercado.

Já a parte de planejamento recomenda-se que fique dentro da sua empresa, afinal ninguém conhece o seu negócio melhor do que você!

Solução 3: Não utilizar todos os recursos da sua ferramenta

Vamos lá, antes de mais nada, você deve saber por que você está escolhendo a sua ferramenta de e-mail marketing. Se você optou por uma ferramenta primordialmente pelo baixo custo é provável que você encontre maiores dificuldades, pois talvez ela deixe a desejar em recursos, em usabilidade, então tenha cuidado com isso.

Você precisa escolher uma ferramenta que tenha bons recursos e acima de tudo conte com um bom atendimento.

Esse atendimento deve ser consultivo e eficiente, precisa esclarecer todas as suas dúvidas, deve ter conhecimento de toda a parte de planejamento, saber se suas métricas são positivas ou negativas.

Então na hora de escolher a sua ferramenta avalie este ponto, pois não é importante apenas contar com bons recursos e usabilidade, mas também ter alguém que vai lhe dizer o que fazer, como fazer, o que funciona ou não.

Então se você conseguir seguir essas três dicas que listamos, aqueles três problemas falados lá no começo estarão resolvidos. Você automaticamente começará perceber melhora nos seus resultados, maior engajamento, aumento nas taxas de abertura e de cliques, além de possível  aumento de conversão e vendas. E esse é o grande objetivo, afinal, tudo o que a gente quer quando trabalha com mídias digitais é perceber que o que a gente investe traz retorno, é ou não é?!

Gostou do artigo? Então aproveite para conferir um pouco mais sobre a importância de contar com um bom suporte na escolha da ferramenta de e-mail marketing.

 

Comece a digitar e aperte Enter para buscar